quinta-feira, 31 de dezembro de 2015

À espera



Ainda espero confiante de que tudo há de melhorar,
para mim, para uma criança, um viajante ou mesmo para um errante.

Fortaleço minha fé na vida, não importa onde eu esteja ou 
com quem me faz companhia.

Meu sorriso é como tatuagem no rosto, não se desmancha com o sal
de minhas lágrimas.

Meus passos são fortes e me levam sempre adiante, mesmo
com as pedram que surgem no caminho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário