sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Circo ao avesso!


A platéia no picadeiro, e o palhaço
todo pampeiro nas cadeiras e
arquibancadas.

O macaco sem o seu treinador, com um
sorriso maroto, rouba a corda do
equilibrista e imita o domador.

Está tudo ao avesso...

As bailarinas, todas enfeitadas ficam
atrapalhadas, indo de um lado 
para o outro,
num tamanho alvoroço.

Os guarda-chuvas do mágico, de onde ele tiras as flores,
estão dependurados, todos sem as suas cores.

Está tudo ao avesso...

O pipoqueiro feliz, passeia com suas pipocas, 
 sentindo-se no picadeiro, um
verdadeiro aprendiz.

As crianças puxam os pais, os pais puxam as crianças, tal qual um
redemoinho, tudo sai de
seu lugar.

Um espetáculo ao avesso, só continua igualzinha
e sempre no mesmo lugar;
a alegria incontida de sermos
para sempre, crianças.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário