quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Amigos!




Amigos verdadeiros descobrem juntos
a delícia de viver acompanhados e quando mesmo sozinhos,
riem das boas lembranças e das travessuras que fizeram
quando estiveram juntos.

Aventura.





Loucos seremos nós, se não nos entregarmos a novas aventuras,
se não criarmos coragem de alçar novos vôos,
se não descobrirmos novos horizontes.

Roda de amigos!




Agora vazia, há pouco repleta de
amigos, copos cheios, fartas risadas
tudo junto e misturado.
Passou rápido o tempo que ficamos
ao redor dela.
Mas não importa, haverá outro tempo,
outra hora, novos reencontros.
Novas histórias, novos rabiscos em sua
superfície.
Vamos embora, mas a roda, ah! a roda,
esta continuará lá no quintal a nossa espera.

Sou frágil, mas existo.






Persisto e insisto em ser eu mesma, em um mundo
onde ser igual é sinônimo de estar na moda. 

Na terra, no céu.





Quero percorrer todos os caminhos, sejam os da terra ou o do céu,
não me importa o tempo, não tenho pressa,
só quero sentir de novo, o doce sabor do reencontro.

Já não está mais ao meu lado, jã não ouço o teu sorriso,
não lamento, não choro, nem tampouco sorrio.
Deus me deu tão lindo presente, mas não me contou
que nosso tempo juntos seria tão breve.

Mas todas as lembranças que tenho são boas , vivemos
e vivenciamos momentos maravilhosos.
Um dia, quem sabe nestes novos caminhos pela frente,
não te encontro, não te vejo, não te descubro,

Mesmo que com outras vestimentas.

Há vida.






Entre folhas e galhos.